sexta-feira, dezembro 11, 2009

A importancia da pergunta "Como está o tempo?"

Vivemos num país onde algumas pessoas tem por habito aproveitar qualquer oportunidade que tenham para começar a relatar as desgraças da sua vida. Essas pessoas tem um nome, chamam-se "portugueses".
É por isso que não devemos arriscar a fazer perguntas sobre "como vai a vida?!" de alguem que já não vemos à muito tempo. No outro dia quis ser simpático e fazer uma pergunta do genero e volvidos 5 minutos essa pessoa estava com as lagrimas nos olhos (literalmente) e a lamentar-se da vida.

Para problemas já tenho os meus. Não sou daqueles que ache que valha a pena ficar triste ou sofrer por solidariedade.

Faz-me lembrar quando vou ao shopping num dia de chuva, o carro vai cheio, e só ha lugares no parque descoberto. O que custa ao condutor deixar os passageiros á porta e ir estacionar o carro? "Eu estaciono e vamos todos à chuva porque estão no meu carro. Se eu apanho chuva, então apanhamos todos" (digam lá se isto já não vos aconteceu). E então ficam todas as pessoas molhadas por solidariedade. Quem e o que se ganha com isto?!

Desenvolvendo...
É por isso que quando não vale a pena correr riscos, e quando encontrarem alguem que não tenham a certeza de como irá a sua vida pessoal, antes que ela tenha oportunidade de se começar a lamentar, puxem logo conversa: - " Então Maria, ao tempo que não nos viamos. Acho que foi no Verão, certo? Estava um calor nesse dia..." e depois desenvolvem a conversa a partir dai... Acreditem, mais vale jogar pelo seguro!

Caso não sejam muitos bons a falar das condições atmosfericas, então só tem outra opção, onde essas pessoas estranhas, os "portugueses", também são muito bons. Falem de "alguem" em comum e que a vida não vá lá muito bem (se a vida dessa pessoa estiver boa, o tema esgota-se rapido): " Então Maria, ao tempo que não nos viamos. Acho que foi no Verão, certo? Então e é verdade que o Jorge se divorciou? Eu bem disse que ela lhe ia meter os cornos"... depois é só desenvolver...

Não é bonito fazer conversa de chácha, e menos bonito é falar dos outros... Mas o que não é nada agradavel é termos alguem a queixar-se dos seus problemas, sem nos conhecer o suficiente, quando todos temos os nossos.

4 comentários:

  1. és tão lindo;)

    ResponderEliminar
  2. black devil12:07 da manhã

    está a chover poios de merda em cima de ti.

    que merda de tema tu escolhes para escrever tanto...foda-se!Come antes uma peça de fruta, que te faz melhor

    lol

    ResponderEliminar
  3. Ui... Andam por aqui muitos ruídos de fundo. Dás-te ao trabalho de publicar estes comentários? lol

    Ser pequenino é não ter nada a acrescentar a um texto que não se gosta, ser pequenino é usar vocabulário vulgar porque não se tem nada de interessante para dizer e ser pequenino é ninguém dar por nós a não ser que sejamos ordinários e, nesse caso, reparam na nossa pessoa pelas piores razões.

    Eu tenho 1,50m... mas não sou pequenina! (:

    (vai sobrar pra mim Chicório)

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar

Vá lá... deixa aqui o teu carimbo!! Não pagas imposto... (ainda)